13 de jun de 2011

Mulher aterrorizante, Chefe da gangue e ainda princesa. Quer mais o que?

Vamos para mais uma piração...




-Trimmmm... Trimmmm... trimmm
-Alou?
-É ela, pode falar.
-Certo, estarei ai às 14h, okay?
-Até logo.

Acordei logo de manhã com um telefonema. Um hotel perto de casa me convidando para trabalhar em um teatro. Um teatro que é realizado já com anos de tradição.
Logo que cheguei o gerente me entregou um protetor de terno bem grande. E uma pasta bem grande. No vestiário, abri aquela embalagem enorme, quando me deparei com um lindo vestido de princesa de conto de fadas azul-bebe. Penteei meus longos e ondulados cabelos castanhos. Coloquei a tiara para finalizar.
Levaram-me para um quarto do hotel, mas para chegar nele, tive que passar por um labirinto escuro e todo pegajoso por ter que algumas vezes ter encostado nele.
Deixaram-me sozinha, o quarto esta a meia luz, lenços e panos por todos os lados, com a cama central com o frigobar ao lado. Observava toda a movimentação do hotel pelo celular palm, para saber quando agir.

-Quero só ver.... Quero me mijar de medo se realmente for verdade.

Um homem gritava e abanava 100 dólares pelo alto.
Fiquei um pouco assustada com a atitude. Mas espera ai... Eu estou bonita! Porque iria assustar ele ou outras pessoas?
Olhei-me no espelho, e estava toda ensanguentada, com uma cara macabra, dentes pontiagudos, cheia de perfurações pelo corpo e uma faca bem grande na mão direita.
Lá veio a primeira vitima com seus 13 anos de idade no máximo, junto com um instrutor até o labirinto. Do labirinto até onde eu estava ele já estava se cagando de medo. Saindo do labirinto, já comecei a cantar (não me pergunte por que), igual às sereias, com uma voz lírica e encantadora. Assim que o menino foi chegando, apareci e corri alguns metros para assustar.
Eu fiquei rindo muito depois. UHASUHSUHA

Quando eu voltei para o quarto, havia três homens com roupas de época medieval. Parei no mesmo instante.
Um deles veio em minha direção pegou minha mão, beijou-a e me puxou para o meio do quarto. O segundo me girou e o outro chegou bem pertinho e deu uma lambida em meu pescoço.

-O que vocês estão fazendo?
-Só cortejando uma bela mulher de nosso reino.
-Que?

Olhei no espelho novamente e havia voltado como estavam antes, pele clara, cabelos compridos e penteados e uma leve maquiagem.
Os três me puxaram ao mesmo tempo, tentando tirar minha roupa. Um tirou o sapato, outro tirou a tiara e o outro a levantar meu vestido.
Olhando para os três sem entender, sinto alguma coisa em meu ombro me pegando como se eu fosse um pedaço de pano. Olhei para trás e estava indo em direção ao espelho. Olhei novamente para frente e os três homens ficaram cada vez mais longe, e olhando sem entender.
Senti algo gelado e viscoso ao passar pelo espelho. Ao chegar do outro lado, uma equipe de preto me esperava. Já estava de calça Jeans, blusa de alça branca, uma sandália de salto prata e cabelo loiro comprido. Alguns homens colocaram em mim uma mochila e deram em minhas mãos, controle Joystique e junto óculos escuro.
Quando coloquei os óculos, apareceu informação do tempo, local e muitos recursos legais. Assim que se ajustou ao meu rosto, apareceu uma mensagem:

-“URGENTE!!! Entrar em ação.”

Comecei a procurar os comandos, mas não consegui controlar...
Retirei os óculos. Arregalei meus olhos e olhei em volta.

Estava em um enorme e belo jardim cheio de vida. Ao longe vi velhinhas reunidas, com chapéus grandes e lenços coloridos para enfeitar.
Vou me aproximando delas; Quando escuto uma voz suave vindo ali do meio.

-Senhorita Helora! Seja bem vinda.
-Obrigada vossa alteza.

Fiquei pasma com minhas próprias palavras. Como se eu não pudesse controlar.

-Que belo vestido está usando hoje, minha querida.

Olhei-me de cima, Estava com um vestido bem comportado, na altura do joelho, na cor amarelo pastel e um chapéu enorme em minha cabeça.

-Hoje faremos nosso chá da trade aqui no jardim meninas.
-Hooo! Que beleza.
-Muito bem.
-Ótima ideia majestade.

Todas reagiram positivamente ao anúncio da Rainha.
Logo se via homens de calças pretas, domas, luvas brancas trazendo todos os itens para o chá.
Em alguns minutinhos estava tudo pronto, no meio do jardim. Estávamos em 12 mulheres. E todas bem acomodadas e servidas.

-Reuni vocês aqui hoje para comunicar, que daqui a um mês, farei um baile de mascaras, para comemoração do aniversário de minha neta Helora.

QUEEEE? Eu? Neta da rainha? Como é possível??
Ela olhou em meu rosto e sorriu brevemente.

-Sério vovó?

Abriu seus lábios, mostrando os dentes e concordou com a cabeça.

-Estou muito grata!
-Fico feliz por você minha querida.

Dirigiu-se a todas e disse em uma voz firme e alta.

-Tragam príncipes bonitos para a festa. Pois minha neta precisa de um namorado. Todas concordaram com a cabeça; Afinal quem discordaria da rainha?

O chá da tarde terminou e fui para meus aposentos no palácio. Deitei em minha cama de quase 1m50cm, com lençóis macios e rosas. Fechei meus olhos e relaxei.
Quando abri meus olhos estava me sentindo como se estivesse sendo sugada por um túnel prata. Ao final desse túnel dava para ver a luz. Cada vez mais perto que assim que cheguei nela, estava em minha cama e o quarto ensolarado.

Até a proxima pessoal.

Nenhum comentário: